domingo, 30 de novembro de 2014

Nosso adeus a Bolaños


Todos cresceram admirando o seu trabalho que por anos fez muitas pessoas rirem. O blog não poderia ficar de fora e prestamos também uma homenagem. 

Um talentoso ator de várias faces que ultrapassou os limites da America Latina e conquistou também o público brasileiro

O carinho que esse gênio do humor conquistou em nosso país fez com que o país parasse após a notícia de seu falecimento. A comoção foi geral. 

Toda e qualquer forma de homenagem nunca será demais.

Descanse em paz Bolaños. 

O ator morreu, mas sua obra jamais morrerá. 



sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Para cada número, um rosto

Operários de Tarsila do Amaral


Números, números em todo o lugar. Olhe uma pesquisa, lá estão eles. Olhe uma média sobre algum assunto, e eles também dão as caras, a titulo de credibilidade. "A cada x de entrevistados, x dizem tal coisa; a cada x pessoas, x fazem determinada coisa; a cada x dias, x coisas acontecem; a cada x numero de pessoas, x pensam de tal forma; e cada x dias, x pessoas tiram a própria vida". Não vemos isso todos os dias? E há coisa mais fria que isso?

Esse pensamento só seria mais frígido se quem o formata jogasse cubos de gelo na cara do leitor. Ou não. O fato é que números (esses gigantes cegos) não traduzem sentimentos, não trazem historias, só ilustram situações que não temos de fato noção de grandeza. Números não tem consciência. Nossa sociedade conhece-os bem, até demais eu diria, para seu próprio mal, mas não tem ideia do que representam - ou podem representar- sob nenhum aspecto. Mas citamo-los a todo momento, os malditos!

Mesmo em nossas catástrofes, não pensamos nos indivíduos, vemos somente números. E, o mais horripilante, preocupamo-nos com valor do cifrão e não o da vida. Quanto ao holocausto judeu, tema tão trabalhado em salas de aulas, e um dos acontecimento mais tenebrosos de nossa historia - não o único, temo dizer, e não o ultimo - o conhecemos em grande maioria por seu estrondoso número. Mas o quanto pensamos realmente nessa catástrofe? Quantos minutos são gastos pensando no que nessa insanidade monstruosa e seu real significado, ao invés de pensar sobre o viés econômico que o ocasionou e que ocasionou.

Claro, ao tratar de tal tema, é necessário certa cautela, existem muitas controvérsias. Politicas, principalmente. É um momento histórico complicado de trabalhar. Entretanto, a cada fato que possa ser apresentado sobre a guerra e seus outros aspectos, uma foto. Antes de falar sobre economia ou ideologia, antes veja a imagem que retrata com perfeição, se tal termo puder ser usado, o sofrimento em espécie pura. A cada número, um rosto.

Trago a tona tal genocídio pelo seu impacto em nosso mundo, porém sabemos que não foi o único, e talvez existam exemplos piores, e não é preciso ir muito longe ou voltar tanto na historia para achar. Mas qual o significado disso? e o que isso faz de nós? Certa vez, em uma aula de historia, foi exibida uma imagem com diversos judeus mortos, empilhados, da forma mais desumana. Vê-la entristeceu-me, porém não mais que perceber que os outros alunos nesse momento conversavam, ignorando-a... Alguns riam entre si. O que isso faz de nós, tenho medo da resposta.

Fatos como esses, números como esses, dos quais já nos acostumamos, nos empurram cada vez mais para um buraco, do qual será difícil sair. Reverter tais atrocidades, infelizmente, é impossível. Mas podemos evitar que se repitam, estas e aquelas em "menor escala". Simples, talvez, mais simples que construir uma maquina do tempo, seria simplesmente nos apaziguarmos pelo sofrimento alheio. Um homem, a muito tempo, disse para amarmos o próximo, e sofreu por isso. Não sigamos tal conselho, e onde esse caminho nos levou? A que ele outro, que a muito foi deixado para trás, não deveria ser escolhido? Não pretendo tocar na metafísica, a presunção de responder qualquer pensamento a respeito não cabe a mim, porém se isso não traz um sentimento superior, não sei o que traz. Acreditemos na utopia, mas não naquela que venha junto ao nome as palavras vazias como mercado, dinheiro, economia. Jogue fora o número, e traga o sentimento. Jogue fora o vazio, e traga a paz.



quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Vamos enfeitar nossas casas para o Natal




começaram a aparecer as primeiras casas enfeitadas para o Natal. Quando eu saio de manhã para ir trabalhar, não é possível ver as luzes, mas em um rápido passeio durante a noite é possível ver como anda tudo muito lindo.

Isso me faz lembrar que falta eu começar a enfeitar a minha casa. Todo o ano eu encho com muitas luzes. Eu gosto mesmo é de destaque e quando aparece um vizinho mais iluminado, eu logo, procuro algo para sobressair. 

Geralmente eu pego os enfeites que utilizei nos anos anteriores, separo os que ainda funcionam e junto com os novos que eu sempre compro. Posso dizer com convicção que na rua onde moro, minha casa é a mais bonita. Se algum dia você for me visitar, traga os óculos escuros para que o excesso de luzes não irritem suas vistas. 

É de longa data que eu procuro manter a tradição de enfeitar tudo. Houve um tempo que minha mãe desanimou para tal, então para não deixar o espírito natalino ir embora, junto com meu irmão, tomamos a iniciativa de preparar tudo. Minha sobrinha fica incumbida de enfeitar a árvore. 

Sei que muitos devem pensar que o importante é ter a família reunida, que gastar dinheiro no Natal é coisa que a sociedade nos impôs a fazer etc e etc. Mas quando eu vejo as casas enfeitadas eu imagino a dedicação da família que talvez tenha passado por dificuldades, mas que mesmo assim respeita a data do nascimento de Jesus e tem uma esperança de um próximo ano melhor. 

Infelizmente não pude fazer um texto mais bem elaborado por causa da correria de fim de ano, mas prometo uma dedicação nos próximos e prometo também finalmente enfeitar a minha casa, pois já passou da hora. Abraços. 






terça-feira, 25 de novembro de 2014

Brincadeiras e outras coisas da minha época de escola

"É na época da escola na qual muitas vezes formamos o nosso caráter." 


Esses dias eu estava jantando na casa da minha namorada e estávamos comentando sobre o período escolar de cada um e foi possível perceber o quanto as coisas mudam de um tempo para outro. 

Minha namorada não é tão mais nova do que eu, mas as atitudes que ela tinha em sua época e as brincadeiras que ela fazia era muito diferente das minhas levando em consideração coisa de um pouco menos de uma década de diferença. 

Lembro que a palavra bullying não existia e era muito comum uma criança ser chamada de "Tonho da lua" de "Cirilo" e outros nomes que significavam os mais diversos adjetivos.

O que marcou também nessa época foram as brincadeiras que eram as mais "loucas" possíveis e com regras que, com certeza, sua mãe não deixaria que você participasse. Em uma delas, me recordo, da que tinha o nome de "Mão Negra". A regra era simples, não se podia falar palavrão e nem palavra com P, se você falasse, mesmo que sem perceber a porrada rolava solta até a pessoa falar a expressão "Mão Negra".

Acreditava que somente eu e meu grupinho de amigos brincávamos disso, mas depois de uma rápida pesquisa na internet encontrei diversos boatos dessa mesma brincadeira com variações de acordo com cada região.

Havia outra brincadeira que através de uma lista de palavras e algumas contagens era possível prever a idade, com quem e onde você casaria. Não me recordo muito bem como funcionava, mas a imagem abaixo representa bem a brincadeira. 


Após uma contagem, que tinha uma regra que eu não me lembro como funcionava, era excluído os nomes até sobrar apenas 1. Nesse exemplo que dei, eu casaria com 21 anos e teria três opções de esposa e três opções de lugar para passar a lua de mel. 

Continuando essa linha de brincadeiras que fazíamos em folha de caderno, havia uma que relacionava as atitudes que tínhamos ao comer uma singela laranja com a atitude que teríamos com uma determinada pessoa. Essa era bem capciosa e surgia frases e palavras do tipo "chupava", "jogava fora o bagaço", "tirava o caroço", "comia", "lambia" e etc. Agora imagine esses termos relacionado a menina que você gostava. Éramos inocentes, mas nem tanto. ( haha) 





Brincávamos também do "jogo do assassino" ou "killer". Era muito simples, reuníamos um determinado número de pessoas pegávamos uma folha de papel e escrevia os termos "vítima", "detetive" e "ladrão". Os papeis eram embaralhados e entregues um a um para cada criança e de acordo com o que você tirou, você tinha uma função na brincadeira. O ladrão tinha que "matar" as vítimas através de uma piscada de olho discreta, enquanto a vítima por sua vez dizia que morreu. Ao detetive cabia descobrir quem era o assassino da rodada e capturá-lo com a frase: "Preso em nome da lei!". Umas das ótima brincadeiras da minha infância escolar. 




Em uma época atual em que as crianças preferem o videogame ou os joguinhos de celular é muito bom recordar o que fazíamos para nos divertir usando a simplicidade. 

Vou ficando por aqui, mas deixe nos comentários quais brincadeiras escolares eram moda no seu tempo ou, se você é da atualidade, nos conte do que você anda brincando e enriqueça essa postagem. Abraços. 


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Final de semana campeão

Cruzeiro Campeão


O Cruzeiro conquistou neste domingo o título do Campeonato Brasileiro 2014 com duas rodadas de antecedência. Com o gramado encharcado por causa da chuva, o time celeste derrotou o Goiás por 2 a 1 e pôde comemorar diante de 57 mil torcedores o quarto título brasileiro, o segundo de forma consecutiva.

Parabéns Cruzeiro que foi campeão com todos os méritos. Não há quem diga que campeonato não tenha ficado em boas mãos. Ficou com o time que planejou e montou um time competitivo. Venceu do começo ao fim. 

Hamilton Campeão 



Do prodígio campeão de 2008 a um experiente bicampeão em 2014. Seis anos se passaram, mas o arrojado Lewis Hamilton enfim conquistou seu segundo título Mundial de Fórmula 1. Numa temporada com domínio da Mercedes, o GP de Abu Dhabi teve muita emoção, quando parecia fadado a um desfecho frio. Problemas nas Mercedes quase custaram a vitória ao inglês, mas ela veio no finzinho. Hamilton, que podia até chegar em segundo lugar, pulou à frente logo na largada, retomou a liderança a dez voltas no fim, ameaçado por Felipe Massa, segundo colocado, e acelerou no limite do que podia para vencer e levantar a taça com sua 11ª vitória no ano.



sexta-feira, 21 de novembro de 2014

The Beatles e as musiquinhas sobre o amor



É só uma estimativa, mas não seria exagero dizer que mais de 90% das musicas do quarteto de Liverpool falam de amor, de relacionamentos, de amor, da vida, de amor, de garotas bonitas, de amigos, e com certeza de amor. É só ouvir um álbum e constatar. A palavra "love" já foi repetida em toda a discografia dos Beatles mais de 600 vezes. É muito amor naquelas franjinhas.

Ah, quem nunca parou pra ouvir essas músicas em algum momento? Ou em muitos? Esse tipo de música, não só a dos Beatles, tem muito espaço na vida das pessoas. Elas aparecem em muitos contextos, e tem muitos públicos, mas no final tem algo em comum: a necessidade por esse sentimento, de caracterizá-lo, ou em alguns caso, até de senti-lo. Porém, esses garotos tinham um aspecto diferencial, o pioneirismo. Não tinha muita coisa como a deles naquela época, não daquela forma, e não com aquela explosão.

Claro, há um outro as aspecto para todo o sucesso. A indústria, aquela vizinha chata da arte que está sempre ali incomodando, também vem encher o saco aqui. Sim, os Beatles eram um produto, suas músicas eram um produto, que deixou MUITA gente rica. Muito daquilo, e isso se aplica em muitas outras bandas, foi moldado para vender. É, isso tira um pouco da magia da coisa.

Mas isso não muda o sentimento por traz da música. Não deixa de ser arte, e por que deixaria? A arte surge do significado, e nesse caso, do significado para o publico, do significado individual que cada um vê no que ouve. Quando a música sai do papel, sai do estúdio, e sai das caixas de som, e vai para as pessoas, esta cumprindo seu papel. Mesmo que parte do amor dos Beatles seja de mentirinha, se o que existe nas pessoas for real, o resto não importa muito.

Afinal, nada é perfeito, e aspectos como esse tem de ser reconhecidos, mesmo por um fã (sem ser um babaca). Existe muita coisa por trás da musica, sempre tem. Muita historia, muitas pessoas, muito dinheiro, muita influência, e tudo tem de ser considerado, antes de taxar algo como bom ou ruim. E analisando dessa forma, tem muita coisa ruim ali, é triste admitir isso (indústria, sua safada).

Entretanto, não é certo generalizar. Tirando toda essa sujeira, ainda há brilho. Da pra vomitar ouvindo "Ob-La-Di, Ob-La-Da", e ainda chorar com "Eleanor Rigby", ou sorrir com "In My Life". A arte subsiste, então apesar de manter o olhar critico, não vamos esquece-la. Talvez seja verdade no final, e apesar de tudo, all you need is love, and love is all you need!



quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Celebridades talentosas que arruinaram a sua carreira

Eles eram talentosos ou na pior das hipóteses promissores, mas conseguiram estragar tudo. O mundo encontra a beleza irresistível e aqueles que possuem essas qualidades são considerados especiais. Eles pareciam terem tudo o que se poderia ter na vida, eles eram mundialmente famosos, mas por uma razão ou outra eles deixaram tudo escapar por entre os dedos. 

Acompanhe a lista com dez celebridades incrivelmente talentosas que arruinaram a sua carreira. 

WHITNEY HOUSTON



Uma cantora muito talentosa além de ser uma bonita atriz, viu sua carreira desmoronar por causa dos seus problemas de dependência com drogas. Por causa de um casamento tumultuado o abuso de drogas de Whitney Houston só ficou pior. Passou por clínicas de reabilitação, mas nunca conseguiu superar o se vício completamente. Em 2012, sob influência simultânea de cocaína, maconha e outras drogas, ela se afogou na banheira. Deixou uma marca de mais de 200 milhões de discos vendidos ao longo dos anos essa que foi uma das melhores cantoras que o mundo já conheceu. 

MICHAEL JACKSON 



Ele foi o maior nome da música popular em todo o mundo por muitos anos. No entanto, por alguma razão, a estrela adotou um estranho estilo de vida ao longo dos tempos. Devido a várias cirurgias estéticas, um amor de passar tempos com crianças, uso de várias drogas com prescrições, além do hábito de fazer compras sem controle a vida dele veio à parte. Casou-se duas vezes, mas sempre seus relacionamentos duraram pouco. 
Durante inúmeros processos judiciais ele perdeu a sua fortuna e foi incapaz de cobrir até mesmo as acusações mais leves. Em 2009 ele faleceu no momento em que tentava retomar a sua carreira.

BRITNEY SPEARS 



Uma daquelas raras pessoas talentosas que começou como uma estrela infantil para posteriormente passar pela transformação do mundo adulto. Com 11 anos ela foi escolhida para fazer parte do Clube do Mickey Mouse junto com estrelas como Justin Timberlake e Christina Aguilera. Depois disso ela se concentrou em fazer carreira solo e em 1998 lançou seu primeiro single, tornou-se a sensação mundial da música pop e depois, simplesmente, relaxou pra vida. 
Em 2004 sua reputação e nome foi manchado devido a um casamento que durou apenas dois dias, engravidou posteriormente, mas seu novo casamento também não durou muito tempo. Britney ficou sendo reconhecida como doente mental e chegou até mesmo a perder a guarda dos filhos. Ao longo de vários casos, já foi fotografada bêbada em público e nos dias de hoje tenta recuperar a sua carreira. 

AXL ROSE 



Nos anos 80, o vocalista do grupo Guns in Roses fez o grupo alcançar um sucesso estratosférico. O grupo foi tão bem sucedido que conseguiu ultrapassar todas as barreiras do mundo da música. Porém, como músicos do rock tendem a fazer, seu comportamento ao longo dos anos levou a banda a desperdiçar a sua popularidade. 
Apesar do sucesso impressionante que teve em curto prazo, a banda começou a entrar em declínio e já no final dos anos 90. 
Em 2004 AXL apareceu com uma nova banda, mas não foi o suficiente para ganhar novamente o reconhecimento do público.

TIGER WOODS 



Até 2009 ele era considerado o modelo perfeito de pessoa. Era o jogador de golf mais talentoso do mundo e um bom homem de família. Porém de forma espetacular, a vida dele se desfez quando os tabloides lançaram evidências de ele possuir casos extraconjugais. 
Com sua reputação destruída, muitos dos seus patrocinadores comerciais retiraram seu apoio, sua esposa se divorciou dele e ficou com a custódia de seus filhos. Resolveu então se retirar temporariamente do golf para se tratar. Desde então vem tentando retomar a sua carreira em passos significativos. 

MEL GIBSON 



As mulheres sempre acharam Mel Gibson o cara irresistível e seus filmes fizeram dele uma das mais amadas estrelas do seu tempo. Porém, por trás de sua frente profissional, ele sempre teve um enorme problema com a bebida que o próprio afirmou ter começado ainda na adolescência. Desde 2006 ele tem repetidamente se envolvido em incidentes de dirigir embriagado ou de cometer violência doméstica. Consequentemente seus colegas viraram as costas para ele, além de perder contratos milionários. 

CHARLIE SHEEN



Este nunca foi um homem sério em suas atuações, em vez disso, escolheu uma vida de alcoolismo, festas e atuações ocasionais. Apesar disso, alcançou uma boa reputação principalmente por causa do seriado Two and a Half Men, mas seu comportamento imprevisível lhe colocou em apuros com o criador do show e ele acabou demitido. Após isso sua carreira nunca mais se recuperou. 

LINDSAY LOHAN 



Ela começou sua vida como uma atriz talentosa e depois como cantora, porém como acontece com muitas estrelas jovens, Lohan não conseguiu aguentar a pressão do estrelato e desviou seu caminho para o mundo das drogas e álcool. Foi presa várias vezes além de ser demitida dos seus filmes por não ser confiável. Ao todo passou 250 dias em clínicas de reabilitação desde 2007, enfrentou 20 processos judiciais e já realizou cerca de 70 serviços comunitários. 

MACAULAY CULKIN



O astro do filme "Esqueceram de Mim" casou-se aos 17 anos e entrou no mundo das drogas. Suas aparições em filmes começaram a ser ocasionais e começou a ser influenciado pelas questões jurídicas de seus pais que começaram a lutar pela custódia dos filhos e sua fortuna. 
Enquanto ele parece ser incrivelmente talentoso, simplesmente não parece ter auto-controle do que é preciso fazer para si mesmo.

KURT COBAIN



Depois de boas composições para o álbum do Nirvana, suas canções foi saudada como sendo de pura genialidade e ele atingiu o estrelato mundial, porém ele não estava bem estruturado para lidar com esse tipo de sucesso. Por causa do consumo de heroína além de problemas mentais fez com que ele morresse de overdose aos 27 anos. 



  

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Os truques secretos na barra de endereço e busca do Google Chrome

O que poucos sabem é que a barra de endereços do Google Chrome, além de acessar sites, inclui a opção de fazer pesquisas, cálculos e conversão de medidas. Confira aqui outros recurso e tarefas que você pode fazer através dessa barra:

1. Cálculos e conversão de unidades




Muito conhecido por usuários do Google, o recurso está presente também no Chrome. Basta digitar um cálculo matemático ou uma fórmula de conversão na barra de endereços para ver o resultado na hora.

2. Escrever textos na aba




Presente em outros navegadores, como o Mozilla Firefox, a função permite transformar a aba atual em um bloco de notas. Para isso, basta digitar “data:text/html, <html contenteditable>”. A página também pode ser salva nos favoritos, caso ache o comando difícil de lembrar.

3. Arrastar palavras para pesquisar



O Chrome possui várias opções para facilitar as buscas dos usuários. Uma delas é a capacidade de selecionar uma ou mais palavras e arrastá-las para a barra de tarefas. Ao fazer isso, o navegador pesquisa automaticamente e retorna com os resultados.

4. Procurar em sites específicos



A função é semelhante ao operador “site:” e permite limitar os resultados da busca a um local específico. Para usar, digite a URL do site desejado e tecle Tab. Em seguida, digite o termo de busca e aperte Enter. Não funciona com todos os sites.

5. Procurar no Gmail ou Drive



O Chrome também permite fazer pesquisas em aplicativos específicos do Google, como o Gmail ou a nuvem do Drive. Para usar esta dica, é necessário configurar o navegador. Acesse as configurações, localize a opção “Pesquisar” e clique no botão “Gerenciar mecanismos de pesquisa”.

Na parte debaixo da caixa, insira o nome do mecanismo a ser pesquisado, uma palavra-chave e o endereço adequado - “http://drive.google.com/?hl=en&tab=bo#search/%s” para o Drive e “https://mail.google.com/mail/ca/u/0/#apps/%s” para o Gmail.

Para usar o recurso, digite a palavra chave escolhida na Omnibar, tecle Tab e preencha com o que você deseja pesquisar.

6. Abrir links em locais específicos




Esta dica é para facilitar a vida de quem gosta de manter as abas organizadas em uma determinada ordem. Ao invés de clicar em um link para abrí-lo, é possível arrastá-lo para um local específico. Você pode selecionar uma aba já aberta ou um espaço entre as abas. Também é possível arrastar palavras para fazer pesquisas.

7. Usar o Chrome como explorador de arquivos



Muitos navegadores podem ser usados para explorar arquivos no próprio dispositivo do usuário, mas como eles não foram programados para este fim, as opções disponíveis costumam ser limitadas. Para acessar, digite “C:/” se estiver usando Windows ou “file://localhost”, caso seu sistema operacional seja Linux ou Mac.

8. Abrir e-mails



Se você usa um aplicativo para gerenciar seus e-mails, é possível abri-lo diretamente através da barra de endereços do Chrome, com o comando “mailto:”. Isto fará com que seja aberta uma nova janela de composição do programa.

9. Ver informações de segurança de um site




Clicando no ícone de página ao lado do endereço na Omnibar, é possível ter acesso rápido a informações referentes ao site visitado, como os cookies usados, permissões e dados de segurança como criptografia.

Fonte: Techtudo

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Platinando um jogo




Recordes e rankings sempre fizeram parte dos videogames, mas os Troféus, da plataforma PlayStation, transformaram um simples ato de jogar em algo que consome horas e horas de jogatina extra, tudo em busca do tão cobiçado troféu de platina. 

Quando em 2005 os Troféus foram introduzidos, criou-se os caçadores de troféus. Os caçadores não se satisfaziam apenas em terminar o jogo e ver seu final, eles queriam mais, eles queriam encontrar tudo e ganhar todos os troféus e por fim platinar o jogo.

O troféu de platina no PS3 é o mais alto “achievement” disponível, liberado apenas quando todos os outros troféus foram conquistados. Seria o sinal que o jogo foi completamente dominado. Porém as coisas não são tão simples assim, não é só ligar o console e ganhar os troféus. Na realidade, existem alguns jogos, que se você estiver jogando pela Platina, você vai ter que pensar bem, pois beiram, ou são quase impossíveis de platinar. 

Então como platinar um jogo?



Se você é um jogador esporádico assim como eu, no máximo tem que buscar alcançar uma porcentagem elevada no jogo. Eu mantenho a média de 60% a 70% de conquistas nos games que eu finalizo, tendo somente um platina que eu conquistei em um jogo de tarefas fáceis. Repito, platinar um jogo é realmente algo muito difícil, pois na maioria dos jogos há troféus semi impossíveis de conquistar. 

Para fazê-lo entender melhor, os troféus são divididos em três: bronze, prata e ouro de acordo com o nível de desafio, onde os mais fáceis valem bronze o intermediário prata e o ouro fica para os mais difíceis. 

Alguns troféus você não precisa esquentar a cabeça para conquistar, pois no percurso natural do jogo você vai conseguindo, mas como disse antes, tem aqueles que vai fazer você dedicar muitas horas tentando. 

Tem platina que pode demorar 6 horas da mesma forma que pode haver aqueles que podem levar 200 horas, por exemplo. É uma questão de escolher e dedicar seu tempo a conquistá-lo. Então o ideal é você tentar platinar o jogo que você gosta e para acompanhar as suas conquistas e ver os objetivos que ainda precisam ser alcançados, basta entrar no menu do seu videogame. 

Para facilitar essa conquista, você pode procurar informações na internet ou pedir ajuda a um amigo e fazê-lo seu parceiro de boost. Parceiro de boost é aquele que te ajuda estando disposto a fazer uma parceria que facilita as coisas, pois é muito fácil vencer uma batalha contra um amigo que amolece do que vencer qualquer pessoa on line em qualquer parte do mundo que fará de tudo para te prejudicar. 

Para jogadores iniciantes e não tão habilidosos, eu aconselho que somente finalize o jogo e esqueça as outras conquistas, pois isso poderá tornar o prazer de jogar algo muito árduo.  




sexta-feira, 14 de novembro de 2014

E os fãs babacas

Esse texto apresenta um nível médio de preconceito, o ministério da saúde adverte, leia com moderação





É sempre legal ver algo de qualidade fazendo sucesso. É um mundo complicado, dificilmente se vê algo realmente interessante que não se entrega as tendências. Sejam filmes, bandas, livros, desenhos, o que seja. Se é realmente bom e tá em destaque, é lucro. Claro, esse sucesso acarreta muitas outras coisas. Criticas, pressão pelo material, procura, dinheiro, publico... e fãs babacas.

Fãs, criaturas complicadas essas. Podemos separá-los em categorias: o fã normal, aquele que gosta do que vê, sem obsessão, não gosta que falem mal, mas aquilo não significa sua vida. Você é do bem, fã normal, o mundo precisa mais de gente como você. Não vejo problema no fã normal, ele pode até discutir a obra que gosta, sem querer arrancar a cabeça de ninguém.




E temos também os fãs chatos. Mais cuidado com esses. Eles não gostam do que vêm, eles adoram! São sentimentais, e você sabe o que acontece quando mexe com sentimentos das pessoas: elas vão querer arrancar seus olhos. O fã chato não gosta de criticas, sempre procura mais e mais coisas relacionadas ao sua banda, série, jogo, o que seja, e quer que todos conheçam. Mas na maioria do tempo, inofensivos. Se deixa-los em seu habitat natural quietinhos, não mordem ninguém.




Mas e ai tem o mais complicado. O fã babaca. Distancia deste. Eles não gosta do material, ele ama, adora, idolatra, vive por ele, da sua vida por ele, mataria por ele! O fã babaca chega a ser um caso de segurança publica. Nunca critique o que ele gosta, ele não vai aceitar isso. A coisa vira pessoal. E como assim VOCÊ não gota? de acordo com o fã babaca, você tem probleminha. E ele vai ficar irritado, e não vai deixar a coisa assim.E se ele souber de algo que você gosta, ah, ai complica mais ainda. O fã babaca vai atacar isso. E vai querer PROVAR que o que ele gosta é melhor. Com sorte, você e sua mãe acabam com alguns nomes feios. Mas há a chance dele acabar te atacando. O fã babaca é hostil.



Não existe um Guia de Sobrevivência a Fãs babacas, mas aqui vai algumas dicas: se for uma garota e envolver música, só saia correndo. Ela não vai vir atrás, mas não se aproxime nem que precise ajuda para tirar um ornitorrinco da sua cabeça. Agora, se for um cara e envolver música, pra começo de conversa, não critique. Deixa ele lá (principalmente se for deth metal o horror core, aquilo da medo). Um fãs de esportes é mais simples, mas não menos perigoso. A distância também é recomendado, mas caso a situação for extrema, corra e se esconda. Mas ele também sabe correr... Evite-o de qualquer forma. Agora, um fã de jogos e animes, se for fora de um computador, não tem problema! O gordinho não vai fazer nada além de falar muita besteira. Mas correr não pode, se cansa muito rápido. A agressão pode até ocorrer, mas ao menos que ele tenha aprendido o rasengan, só saia de perto. De qualquer forma, é sempre bom evitar a confusão, principalmente com esse tipo (a maioria).

Existem fãs de todos os tipos de coisa, é normal. Eu mesmo, são um fã chato as vezes. Mas tem muito material bom por ai, muita coisa pra se conhecer, e respeito, bem, é sempre essencial. Quando o material é bom, aprecie-o, sem problemas, não seja um fã babaca, respeite as opiniões dos outros e viva com isso. Agora, se for uma coisa ruim, se forma uma tendência boba, se for uma modinha, bem, não sei o que uma criatura dessas faz pra merecer existir.


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Como apreciar um bom Uísque

Com gelo ou sem gelo? 



O ato de apreciar um bom uísque levanta um quinhão de questões sobre o assunto que ultrapassa o limite dos conhecedores da bebida. 

Obliterando os mitos e esnobando as falsas etiquetas que, por muito tempo tem manchado o seu sabor, que apresentamos cinco passos para apreciar um bom uísque aprovado pelo especialista Tom Jones que é renomado em todo o mundo. Acompanhe:

BEBA ÁGUA ANTES



Beber um gole d'água antes de beber um bom uísque funciona bem por duas razões. Em primeiro lugar, ele ajuda a remover quaisquer sabores fortes que esteja na sua boca vindo de algo que você possa ter comido antes e pode também umedecer a boca deixando ela pronta para receber o líquido e tirar a acidez do espírito. Por tanto, beber água antes de apreciar um bom uísque ajuda a diluir e abrir os sabores na sua boca. 

NÃO USE SOMENTE A LÍNGUA PARA SABOREAR




Enquanto a nossa boca pode apreciar a textura e o sabor como por exemplo, doce, azedo, salgado ou amargo, o nariz por outro lado é extraordinário e pode detectar milhares de cheiro. Então use a combinação que o cérebro faz entre o sabor e o cheiro para sincronizar tudo. Não deixe de colar o seu nariz no copo antes de fazer a degustação.

NÃO HÁ TEMPERATURA CERTA OU ERRADA PARA SERVI-LO




Em países mais quentes, as pessoas preferem fazer do uísque uma bebida mais refrescante, servido frio e misturado com vários mixers. Mas aquecê-lo pode inundar seu paladar e trazer à tona seus elementos mais picantes. Por tanto, há benefícios em servi-lo tanto quente quanto frio, acredite ou não.

ADICIONAR GELO, NEM SEMPRE É UM PECADO




Se o volume do gelo for superior ao volume do uísque, faz com que o liquido fique mais viscoso. Inversamente, quando o gelo derrete, ocorre diluição e o sabor fica mais leve. Então tudo depende do sabor que você está procurando para a bebida. 

DEIXAR A GARRAFA DE VINHO MUITO VELHA, FAZ COM QUE ELE PERCA O SABOR




Fechado, o sabor do uísque não vai mudar, porém depois de aberto ele começará a oxidar com o tempo. Possivelmente no espaço de um ano fará com que o líquido se torne menos vibrante. O ideal é tentar terminar a garrafa dentre de seis meses. 






terça-feira, 11 de novembro de 2014

Cantador of the Uóder

Economize água, diminua o tempo no chuveiro

Essa é a maior crise de falta de chuva dos últimos tempos. Os reservatórios estão cada dia mais baixos e essa situação não será resolvida de um dia para o outro, segundo os especialistas, pelo menos por mais dois anos manteremos essa crise, ou seja, é o prazo para que as coisas voltem para sua normalidade. Entre outras coisas que podemos fazer, economizar água é a mais importante dela. 




segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Capas de discos ainda mais polêmicas ( +18 )

A capa dos discos é uma tela para uma grande arte com uma mensagem visual instigante para acompanhar o conteúdo musical que tem dentro. Ou talvez um lugar para outros tipos de provocações. Violência, imagens chocantes e carne exposta são uma boa maneira para gerar polêmica e tornar algo proibido.

Se a primeira parte das capas de discos já gerou muitas controvérsias, apresentamos agora essa segunda parte ainda mais chocante. 

Vale sempre lembrar que esta postagem é aconselhada para maiores de 18 anos. Acompanhem:

1 - Led Zeppelin - 'Houses Of The Holy'




As imagens de crianças nuas na capa foi demais para algumas partes da América do Sul que proibiu o álbum por vários anos. Na primeira parte já apresentamos outras capas mais polêmicas do que essa e que mostrava explicitamente a nudez de uma menina. Vejo essa como algo mais inocente, mas a polêmica já estava lançada.

2 - Kanye West - 'My Beautiful Dark Twisted Fantasy'




O desenho de autoria do artista George Condo, escolhido pelo rapper para estampar a capa de My Beautiful Dark Twisted Fantasy foi "banido nos Estados Unidos". Uma ilustração que apresenta uma mulher nua sem braços, com asas e rabo, em cima de um homem também nu segurando uma garrafa e ambos com expressões animalescas. Para o músico, a imagem representa apenas ele relaxando no sofá com sua fênix. 

3 - Roger Waters - 'The Pros And Cons Of Hitch Hiking'




A capa do álbum gerou polêmica, por mostrar o corpo nu de uma caroneira (na vedade, o desenho das costas, traseiro e pernas da modelo e atriz pornô Linzi Drew), e por ativistas femininos considerando a capa sexista e inclusive com algumas dizendo que tratava-se de um incentivo ao estupro. Em alguns países inclusive, posteres de divulgação com a capa do álbum acabaram sendo rasgados e queimados em praça pública. Algumas edições posteriores acabaram trazendo a imagem da modelo nua com uma tarja preta sobre sua bunda. 

4 - The Beautiful South - 'Welcome To The Beautiful South'




Neste álbum, a capa caracterizava uma mulher com uma arma em sua boca ao lado de um homem fumando. Muitos se recusaram a estampar o álbum por acharem que os fãs jovens e mais impressionáveis iriam querer explodir as suas cabeças ou começar a fumar. A solução foi repor a capa só que dessa vez estampando um ursinho e um coelhinho de pelúcia no lugar.  

5 - Jane's Addiction - 'Nothing's Shocking'




Uma capa que mostra gêmeas siamesas nuas sentadas em uma cadeira de balanço com a cabeça em chamas. Nove grandes lojas dos EUA se recusaram a vender o álbum e isso fez com que aparecesse na nossa lista. 

6 - Scorpions - 'Lovedrive' 




Não é tão polêmica quanto "Virgin Killer", mas está capa foi proibida por muitas lojas americanas. De fato não é a imagem mais politicamente correta que já vimos, mas não vejo porque fazer tanto alarde por uma capa que mostra apenas um homem com a mão grudada nos seios de uma mulher por conta de uma massa de chiclete. 

7 - Slayer - 'Christ Illusion'




Depois que o guitarrista da banda Kerry King pediu para que produzissem para capa do álbum uma imagem de Cristo em um mar de desespero ele conseguiu a polêmica que queria. A versão final contou com Cristo com um olho faltando e mãos amputadas em um mar de sangue com cabeças amputadas. Com isso, em muitos países teve que ser lançado uma capa alternativa. 

8 - Ice-T - 'Gangsta Rap'




Este disco contou com uma capa de verdadeiramente bom gosto representando o rapper e sua esposa nus na cama, então algumas lojas se recusaram a divulgá-lo. Simples assim. 

9 - Red Hot Chili Peppers - 'Mother's Milk' 




Mais um disco que foi proibido por várias lojas de discos nos EUA que acreditavam que a modelo Dawn Alane estava mostrando de mais suas "carnes", embora os integrantes da banda estavam bem posicionados impedindo algo mais explicito. Para deixar as lojas mais felizes, foi lançado posteriormente uma outra capa que mostrava os músicos um pouco maiores e tampando mais coisas. 

10 - Aerosmith - 'Nine Lives'




A banda não sabia que esta capa era controvérsia e geraria polêmica. Porém os hindus não gostaram muito de ver a imagem do Sr Krishna alterada com uma cabeça de um gato. Os hindus é claro se ofenderam, então a gravadora imediatamente pediu desculpas e reviu a capa. 

11 - The Jimi Hendrix Experience – 'Electric Ladyland'




Uma imagem com 19 mulheres nuas segurando os discos do artista foi proibido por um punhado de lojas de discos. 

12 - Snog - 'Third Mall From The Sun'




Um registro satirizando as táticas de publicidade de grandes empresas, porém entrou em choque com os advogados do McDonald por razões óbvias. Depois de vários conselhos jurídicos para não divulgarem a capa, resolveram por assim fazer, já que as grandes multinacionais não tem senso de humor. 

13 - Jane's Addiction - 'Ritual de Lo Habitual'




O segundo álbum da banda caiu nos EUA por falta de moralidade no qual mostrava uma representação de três pessoas nuas, então uma capa alternativa teve de ser criada com algo mais limpo. 

14 - Bow Wow Wow – 'See Jungle! See Jungle! Go Join Your Gang, Yeah. City All Over! Go Ape Crazy' 




Lançado em 1981, o disco do Bow Wow Wow causou polêmica não exatamente por ter uma garota nua na capa, mas porque essa garota tinha apenas 15 anos. Annabella Lwin era a vocalista do grupo inglês, e também a atração principal na recriação do famoso quadro de Manet, Le déjeuner sur l’herbe.

15 - Great White - 'Hooked'




De início essa capa foi para as lojas, mas devidos as queixas teve que ser alterada rapidamente. Na capa original, uma modelo era erguida por uma âncora totalmente nua. Mas como tudo que envolve exposição de corpo nu é censurado, essa capa também não escapou. 

16 - Tin Machine - 'Tin Machine II'




O pênis em exibição das estátuas foi demais para a América, então a versão teve que ser retocada, sumindo com as genitálias.