sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Vampiros da literatura




Já que o tema é Halloween, apresentaremos mais uma postagem com ar de horror. Dessa vez trouxemos uma lista com 10 vampiros da literatura.  

1 - Carmilla 



Carmilla é uma novela de ficção gótica do escritor irlandês Joseph Sheridan Le Fanu. É narrada por Laura, uma jovem estiriana que conta os dias passados na companhia da misteriosa Carmilla e os eventos estranhos que ocorreram na região após a sua chegada. Um clássico da literatura britânica, Carmilla apresenta a primeira vampira feminina da literatura, inspirou diretamente Dracula (1897) e marcou a literatura gótica. A novela foi adaptada inúmeras vezes para o cinema, teatro e outras mídias.

2 - Joshua York



Joshua é um cavalheiro rico e de fala mansa que aparece no livro Fevre Dream do renomado romancista George R.R. Martin, porém por trás desse comportamento, há um vampiro que caça seres humanos. 

3 - Kurt Barlow 



Ele é o principal antagonista do romance de horror de  Stephen King, A Hora do Vampiro. O personagem é um vampiro mestre, que aterroriza uma pequena cidade e embora a sua verdadeira idade seja desconhecida, ele afirma ser mais antiga, que o surgimento do Cristianismo. 

4 - Eli 



Eli é um menino vampiro mutilado sexualmente há séculos, que faz amizade com um menino chamado Oskar no romance "Deixe-me Entrar", que já foi reproduzido para a tela dos cinemas. 

5 - Eric Northman



Eric Northman é um personagem da saga The Southern Vampire Mysteries, uma série de onze livros escritos pela autora Charlaine Harris e da série da HBO True Blood. Ele é descrito como um "pedaço de mal caminho", um ser bonito e radiante além de loiro com os olhos azuis, parecendo um galã da época dos livros de romance. É retratado como um vampiro arrogante, perigoso, auto-confiante demais porém com uma verdadeira alegria de viver.

6 - Lestat de Lioncourt



Lestat de Lioncourt é um personagem fictício que aparece em vários dos romances de Anne Rice, incluindo "Entrevista com o Vampiro". Ele é descrito como cínico, cruel e sedutor e nos cinemas foi interpretado por Tom Cruise. 

7 - Edward Cullen



Pode não ser a primeira escolha como sendo o melhor vampiro, mas ninguém pode discutir que ele é uma das estrelas mais lucrativas de qualquer série e história. 

8 - Kaspar Varn



Ele é o quarto filho de Vladimir Varn e da Rainha Carmen e, finalmente, o herdeiro do Trono Vampiresco. Descobrimos no início do livro "The Dark Heroine" que, embora ele sendo descrito como sendo muito atraente, ele também é um mulherengo, que é uma das razões no qual Violeta não "cede" para ele logo de cara. Ao longo do livro, vemos a relação entre eles virar um  romance, mesmo ele tendo a necessidade de parecer arrogante e desagradável com os humanos.  Ele tem 197 anos de idade, informação que faz com que a Violeta se assuste. 

9 - Vlad, o Empalador 



Foi um príncipe da Valáquia que foi uma inspiração do Drácula de Bram Stoker. A crença diz que em uma de suas batalhas ele levou um forte golpe na cabeça, que o deixou em coma. Depois de ver o seu líder cair seus homens bateram em retirada levando consigo seu corpo e antes da fuga ser realizada, Vlad III acordou do coma como se nada tivesse acontecido e logo depois de recobrar os sentidos retornou à batalha levando seu exército à vitória e a uma de suas mais sangrentas batalhas, criando assim a crença que ele havia retornado dos mortos como um morto vivo.

10 - Conde Drácula 



Conde Drácula é um personagem fictício que dá título ao livro de Bram Stoker escrito em 1897. O personagem é o mais famoso vampiro da ficção, e segundo o Guiness Book, o monstro fictício com maior número de aparições na mídia, diretas ou indiretas.
A biografia de Drácula muda conforme a adaptação de sua obra, mas sempre há em comum que ele, na Idade Média, foi um conde da Transilvânia que se tornou um vampiro e feiticeiro, e assolou a Inglaterra séculos depois.






quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O sucesso dos jogos de videogame de terror




Para comemorar a semana do Halloween compilamos uma lista de grandiosos títulos de terror do mundo dos videogames que fez algum sucesso e nos manteve concentrado durante muitas noites de jogatina. Títulos clássicos que nos fizeram sobreviver a pesadelos psicológicos e ainda hoje lembramos com muito orgulho. Espero que gostem da lista. 


3D Monster Maze 



Lançamento: 1982  
Plataforma:  Sinclair ZX81

O primeiro título que já fez muitas mãos ficarem soadas é voltada a uma figura pouco inspirada para o horror: um T-Rex ( que na capa aparece meio gordinho ).
No game, os jogadores caíam em um labirinto gerado aleatoriamente que continha o lagarto terrível e era limitado a uma visão em primeira pessoa. Havia também uma barra de status que dava declarações do tipo " Corra que ele está atrás de você".

The Screamer 



Lançamento: 1985 
Plataforma:  NEC PC-88

Esse jogo pode não parecer aterrorizante para os padrões modernos, mas garanto que ele proporcionava uma das mais intensas experiências de horror que poderíamos encontrar em 1985.
Situado em um mundo pós-apocalíptico, esse RPG introduziu elementos brutais como mortes de personagens permanentes e sequência de tiros em zumbis e mutantes. 

War of The Dead 



Lançamento: 1987 
Plataformas: MSX2, PC-88, PC Engine 

Nesse jogo, você assume o papel de Lila uma investigadora paranormal do exército americano, que visita uma pequena cidade após se perder do seu grupo. No jogo tem também um portal para outra dimensão, tudo no estilo Zelda. 

Sweet Home 



Lançamento:1989 
Plataforma: Nintendo Famicom (NES)

Um título que influenciou a formação da série Resident Evil que conta a história de uma equipe de documentaristas que visitam uma casa em ruínas para encontrar um artista preso por uma mulher desconhecida. No padrão do terror, a equipe se divide para tentar encontrar uma maneira de sair da casa, porém ao invés disso, encontram uma casa cheia de monstros. 

Alone in the Dark 



Lançamento:1992 
Plataformas: DOS, 3DO

Nesse jogo você tem que percorrer um caminho à partir de um sótão assustador e explorar os outros andares e encontrar novos desafios a cada quarto. 

Resident Evil 



Lançamento: 1996 
Plataformas: PlayStation, Sega Saturn, PC

Um jogo que não precisa de apresentações, mas vamos lhe dar de qualquer maneira. Lançado como Bio Hazard no Japão, não apresenta nenhuma novidade ou característica para o gênero terror que já não tenha sido citado anteriormente, pois também tem mansões assustadoras e zumbis. Porém o que o produtor conseguiu fazer foi casar um sistema de controle brilhante com uma ótima jogabilidade.
Mais de 11 milhões de cópias do jogo foram vendidas até então, gerando uma franquia que ainda está dando aos jogadores algumas noites sem dormir, mesmo 19 anos depois do seu lançamento. 

Silent Hill 




Lançamento:1999 
Plataforma: PlayStation

Resident Evil  mudou o gênero do horror com uma boa dose de ação. Três anos mais tarde, um novo candidato ao trono surgiu - tomando emprestado muito da matança de zumbis da Capcom.
As emoções psicológicas de  Silent Hill  eram simples: Uma trilha sonora brilhante misturada com salas escuras e uma lanterna que fica falhando.

Demon's Souls 



Lançamento: 2009 
Plataforma: PlayStation 3

Misturando RPG de ação com temas de terror,  Demon Souls  tomou inimigos mortos-vivos a novas alturas, colocando os jogadores contra os monstros que assombram suas horas de sono- não por causa de qualquer sofisticação psicológica, mas sim por causa de quão duro era para matá-los.

Amnesia: The Dark Descent



Lançamento:2010 
Plataformas: PC

Quando o jogo surgiu on-line em 2010, não parecia diferente das inúmeras ofertas de terror que já haviam sido lançadas anteriormente, porém hoje podemos afirmar que há poucos jogos aterrorizantes iguais a esse. 

Slender 



Lançamento:2012 
Plataforma: PC

Jogos de terror não precisa ser complicado.  Slender  não era graficamente impressionante, nem exigia uma longa história de fundo para atrair os jogadores para jogarem por muito tempo. A temática era simples, o jogador acordava em uma floresta vazia e armado com uma tocha sem muito contexto. A medida que você tenta descobrir o que está acontecendo o rosto assustador do Slender aparece para te assustar.


Essa lista foi baseada somente em títulos clássicos, então deixe nos comentários sua opinião sobre o tema e liste quais são seus jogos favoritos do gênero. O blog ficará muito contente em poder compartilhar toda e qualquer experiência com todos os leitores. 



segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Divertidos filmes que misturam atores reais com animações

O mundo dos cinemas também gosta de misturar as coisas e na maioria das vezes o resultado é super divertido. 

Acompanhe uma lista com os mais divertidos filmes que misturam atores reais interagindo com animações.

Uma Cilada para Roger Rabbit 



O enredo do filme se passa em Hollywood, em 1947, onde os personagens de desenho animado (chamados simplesmente de "desenhos") coexistem e interagem naturalmente com os seres humanos. O filme conta a história de Eddie Valiant, um detetive particular capturado em um mistério que envolve Roger Rabbit, um famoso astro dos desenhos animados acusado de homicídio. Bem divertido e com destaque a "desenho" Jessica Rabitt que é atraente, mesmo isso soando como estranho. 

Mary Poppins 



Em 1910, em Londres, o banqueiro Mr. Banks, um homem frio que trata com rigidez Jane e Michael, seus filhos sapecas, não consegue contratar uma babá, pois elas desistem facilmente do emprego.
Numa noite, enquanto redige com sua esposa um anúncio de jornal procurando uma babá, sua filha Jane aparece com uma carta mostrando como seria uma babá perfeita. Esta carta acaba chegando nas mãos de Mary Poppins, que é tudo aquilo que está descrito na carta. Mary Poppins possui poderes mágicos e, com seu amigo faz-tudo Bert, transforma a vida daquela família, com muita música, magia e diversão. A atriz que interpreta a protagonista ( Julie Andrews ) dança e canta acompanhada pelos desenhos. 

Marujos do Amor 



Clarence Doolittle e Joseph Brady são dois marujos que foram condecorados por bravura e ganharam quatro dias de licença. Enquanto Brady é um mulherengo, que conhece várias moças, Doolittle é tímido, e não conhece nenhuma. Clarence pede a Joseph que o ensine a conquistar as mulheres.
Neste filme, à excepção da Walt Disney, foi a primeira vez que, com a ajuda de William Hanna e Joseph Barbera, e a colaboração da MGM Cartoon Studios, que houve uma cena de dança entre um desenho animado e um actor verdadeiro, que se sucede com Gene Kelly e o rato Jerry, um dos personagens de Tom e Jerry.

Mundo Proibido 



A história desse filme trata de um cartunista que, é levado pela sexy Holli, uma criação sua, a um mundo paralelo no qual os desenhos têm vida própria. O interessante do filme é que um humano quer ter relações sexuais com um desenho e vice e versa, porém por parte da personagem feminina, ela só quer isso para poder tornar-se humana e ir para o mundo real, entretanto relações sexuais entre eles são proibidas. 

A Canção do Sul 



Foi o primeiro filme da Disney a utilizar atores reais interagindo com animações, um avanço na época. Traz como personagem central, Tio Remus - um grande contador de histórias. Através de suas "fantasias", dá lições de vida àqueles que gostam de ouvir as desventuras do Coelho e suas eternas tentativas de ludibriar a raposa e o urso. A controvérsia é o fato do filme ser considerado racista por muita gente. Leia mais sobre esse assunto clicando aqui

Avatar 



Enredo localizado no ano 2154 é baseado em um conflito em Pandora, uma das luas de Polifemo, um dos três planetas gasosos fictícios que orbitam o sistema Alpha Centauri. Em Pandora, os colonizadores humanos e os Na'vi, nativos humanoides, entram em guerra pelos recursos do planeta e a continuação da existência da espécie nativa. Ficção científica puro. 

O Pequeno Stuart Little 



A história conta sobre um pequeno rato branco que é adotado por uma família humana. 

Você Já Foi à Bahia?



O filme leva a uma aventura pela América Latina combinando live-action com animação e possui uma série de segmentos estrelando Pato Donald abrindo presentes de aniversário de seus amigos latino-americanos. O primeiro presente é um projetor de cinema, pelo qual Donald assiste ao desenho "Aves Raras" (The rare birds) sobre pássaros curiosos da América do Sul. Um dos apresentados é o Aracuã, ave de comportamento tresloucado que faz outras aparições aleatórias durante o resto do filme e que apareceu em quadrinhos brasileiros com o nome de "Folião". O segundo é um livro sobre o Brasil, entregue por Zé Carioca; e o terceiro é uma "pinhata", trazida por Panchito.

Se Minha Cama Voasse 



É um filme musical 1971 produzido pela Walt Disney Pictures que combina ação real com atores e animação. 

Space Jam 



Um dos meus preferidos é estrelado pelo maior jogador de basquete de todos os tempos Michael Jordan que interage com os personagens do Looney Tunes. A trama conta a história de uma invasão alienígena ao mundo dos desenhos que só pode ser resolvida com uma partida de basquete. 

Zé Colmeia - O Filme  



Zé Colméia e Catatau são dois ursos pardos que têm uma propensão a roubarem cestas de piquenique dos visitantes do Parque Jellystone. Os guardas do parque, Smith e Jones, procuram impedi-los. 
Em um certo momento, vendo que seu lar corre perigo, Zé Colméia e Catatau, juntamente com o Guarda Smith e uma documentarista da natureza chamada Rachel, assumem a missão de salvarem o local.

Scooby Doo - O Filme 



O filme conta as aventuras do famoso cachorro Scooby Doo e seus amigos que estão sempre à procura de mistérios para desvendar. 

Os Smurfs 



O filme conta a história dos Smurfs e, como eles ficam perdidos em New York, e tentam encontrar uma maneira de voltar para casa antes que Gargamel consiga pegá-los. 

Alvin e os Esquilos 



É um filme americano lançado em 2007, que é baseado na série de desenho animado homônima da década de 1950.
A vida de Dave Seville, um compositor sem sucesso, é monótona e frustrada, até que ele se depara, por ironia do destino, com três esquilos (Alvin, Simon, e Theodore) tagarelas vindos de uma floresta. Dave expulsa-os de sua casa, pois não acha natural esquilos falarem, mas quando os ouve cantar ele muda completamente de opinião e os convida a cantar suas músicas, com a condição de ficarem hospedados em seu lar.

Bem, foram esses que eu consegui lembrar. Mas se vocês quiserem acrescentar sua opinião sobre o assunto ou qual são os seus favoritos ou ainda outros que não foram citados, deixem nos comentários quem sabe não surja uma segunda parte. Abraços a todos. 




sexta-feira, 23 de outubro de 2015

75 anos do rei do futebol

Nascido em Três Corações (MG) em 1940, o eterno rei do futebol Edson Arantes do Nascimento, ou simplesmente Pelé completa 75 anos nessa sexta-feira dia 23. 

Apesar de às vezes nós brasileiros não valorizar nossos ídolos, o blog pelo contrário, tem um grande respeito e admiração por tudo que essa personalidade conquistou. 

Para quem acredita que Pelé só foi quem foi por ter vivido em uma época que se amarrava cachorro com linguiça os números dele, falam por si só. Foram 26 torneiros oficiais com a camisa do Santos sendo entre eles 10 paulistas, quatro taças do Rio-São Paulo e outras cinco Taça Brasil, sem falar em duas libertadores e dois intercontinentais. Pela seleção brasileira conquistou o tri campeonato mundial em 1958, 1962 e 1970. 

E não para por aí, foram mais de mil gols na carreira e ainda ostenta um recorde inalcançável de gols em uma única edição do paulistão com 58 gols. Uma marca tão expressiva que na atualidade quem consegue marcar mais de 10 gols já fica feliz da vida. 

O vídeo abaixo apresenta algumas das coisas que Pelé conseguia fazer com as bolas nos pés. Um compilado de lances para serem aplaudidos de pé. 




Parabéns Rei Pelé 



terça-feira, 20 de outubro de 2015

Nossa opinião sobre Star Wars o despertar da força




Ontem fiquei acordado até mais tarde esperando para assistir na ESPN, durante o intervalo de um jogo, o trailer do filme Star War - O despertar da força. Assim como qualquer outra pessoa que curte a franquia, fiquei eufórico e me enchi de expectativa para sua estreia. 

Trailer assistido e, assim com aconteceu nos anteriores, nada da presença de Luke Skywalker e isso foi o suficiente para as redes sociais encherem de comentários à respeito desse personagem. O que mais se falava era da possibilidade do heroi em questão, nesse filme ser na verdade o vilão. Será que é possível?

Não somos nenhum site especializado em cinema como o judão.com ou o omelete , mas mesmo assim resolvi recrutar os dois integrantes desse blog que mais entendem sobre cinema e que expressam as melhores opiniões sobre o assunto: Matheus Pereira e Luan Hunzicker

Luan Hunzicker já começou enfático:

"Ele não é o vilão, porque o vilão é interpretado pelo ator Andy Serkis"

Com essa resposta rápida e objetiva que nossa discussão e argumentações começaram. Porém não é algo que possa ser definitivo se pensarmos na possibilidade de que Luke pudesse ser um vilão por trás do vilão. 

"Se esse fato sobre Luke fosse verdadeiro, o vilão seria uma pessoa bem treinada. De fato ele é forte, mas demonstra ser meio "bruto". Se o Luke tivesse treinado ele, ele teria sido melhor treinado. E o Luke tem conhecimento suficiente para estabelecer uma ordem Sith. E aparentemente o Kylo segue alguns preceitos só dos Siths, portanto o mestre dele não era grande coisa antes dessa guerra. Pelo menos é o que eu imagino.

E completou:

"O Luke não apareceu nos trailer (exceto a cena em que aparece sua mão mecânica) e nem no cartaz oficial porque ele é uma espécie de mito no filme. Tanto podemos observar na cena no qual a personagem Rey pergunta para o Han Solo se era verdade tudo o que aconteceu. O que dá para confirmar que na época que se passa o filme, tudo o que aconteceu com os Jedi anteriormente virou somente uma lenda. E ninguém sabe se eles eram verdade como dizem as histórias. Então, descobrir o Luke seja um dos pontos que mova o filme e provavelmente quando alcançarem ele, vão perceber que ele não é exatamente como imaginavam." 

Já o Matheus Pereira pontuou outras possibilidades:

"Quem garante que o Luke não seja somente avulso na história? Ou ele pode ser uma espécie de Obi Wan, pois o vilão parece ser somente um caçador de recompensa."

De fato acreditamos que a opção de ser uma espécie de Obi Wan é mais viável. Ele não repetiria as atitudes do pai dele, pois não passou por um sofrimento semelhante. 

"Só espero que ele não vire um "deus ex máquina" e que apenas surja do nada para salvar a trama". 

E resumiu:

"Acredito que temos que focar nos três principais que são a Rey, o Finn e o Poe Dameron. Os outros da trilogia antiga terão sua importância, mas talvez não sejam mais importantes do que a dos três mencionados anteriormente (Luke, Han e a Princesa)." 

Por fim o que todos nós concordamos é que esse filme tem tudo para ser um dos melhores e que dificilmente a expectativa criada em cima dele possa não ser correspondida. 







O despertar da força tem estreia prevista para 18 de Dezembro. 


segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Algumas gírias e expressões em Inglês para você mandar bem



Se algum dia você for para a Inglaterra e mesmo sem poder falar o idioma local fluente você querer se enturmar e passar despercebido, esta postagem é feita para você. 

Agora você poderá se destacar nas rodas de conversas e ninguém vai saber da sua falta de fluência. Para se dar bem, basta usar algumas dessas gírias e expressões que o sucesso é garantido. 

OBS: Trata-se de gírias e expressões do Inglês britânico e não do Inglês dos EUA. 

Codswallop

Definição: bobagem, besteira

Exemplo: That’s a load of ol’ codswallop. (Isso é um monte de bobagens.)

A etimologia desta palavra não é muito clara, mas em geral ela é considerada um substantivo composto por “cod” (“pseudo”, usado para tirar sarro) e “wallop”, que já serviu como gíria para cerveja. Desta forma, o termo servia para ridicularizar as bebidas de outras pessoas. Também se pode dizer: hogwash, poppycock, gibberish, twaddle, baloney, mumbo jumbo, balderdash.

Shindig

Definição: festa, comemoração

Exemplo: We’re heading over to John’s for a bit of a shindig. (Vamos à casa do John para uma festinha.)

A etimologia desta palavra também é um pouco confusa, mas é provável que a origem seja o termo escocês gaélico sìntaeg, que significa saltar ou pular. E é exatamente esta associação que a gíria faz: em uma festa animada, as pessoas pulam na pista de dança ou de uma conversa para outra. Também se pode dizer: soiree, hoedown.

Porkies

Definição: mentiras, lorotas

Exemplo: Have you been telling porkies again? (Você estava contando mentiras de novo?)

“To tell porkies” (contar mentiras) vem da rima cockney (quando se trocam palavras com significados distintos, mas sonoridades parecidas) ‘pork pies/lies’, sendo um dos poucos termos com esta origem a se tornar bastante usado. A gíria é particularmente empregada para se referir a pequenas mentiras que crianças contam no intervalo das aulas para impressionar os colegas ou tentar ganhar uma discussão. Também é possível usar “porky” para se referir a alguém acima do peso. Também se pode dizer: to tell tales, to tell a tall story.

Corker

Definição: algo realmente bom, sensacional, estupendo

Exemplo: That was an absolute corker! (Isso foi sensacional!)

Um “corker” poderia ser alguém que coloca rolhas nas garrafas, e um “corking corker” seria alguém excepcionalmente bom nesta função. Sozinho, o substantivo “corker” acabou passando a ter o sentido de algo muito bom. Alguém acabou de fazer um golaço? Isso é um corker. Alguém fez uma piada engraçada? Corker! Também se pode dizer: a belter, a humdinger.

Chinwag

Definição: um bate-papo, uma conversa informal

Exemplo: I bumped into Margaret in town and we had a chinwag. (Eu encontrei a Margaret na cidade e nós batemos um papo.)

“Chin” significa queixo, enquanto um dos significados de “wag” é sacudir. E o que acontece com o seu queixo quando você está batendo um papo com alguém? Exatamente, ele sacode. Também se pode dizer: a natter, a chitchat.

Doddle

Definição: algo fácil de se fazer, moleza

Exemplo: It’s a doddle to book a flight in Europe nowadays. (Hoje em dia, é muito fácil comprar uma passagem aérea na Europa.)

Uma palavra bastante sonora que não é suficientemente usada. Você conseguiu fazer a lição de casa em apenas 3 minutos? Então ela deve ter sido um grande “doddle”. Também se pode dizer: a walk in the park, a piece of cake, a breeze.

Knackered

Definição: morto de cansaço, quebrado

Exemplo: I’m always completely knackered after work. (Sempre estou morto de cansaço após o trabalho.)

Esse é um termo que você ouvirá muitas pessoas falando intensamente por todo o Reino Unido para se referir a alguém que está exausto, quebrado, morto de cansaço. Também pode ser usado para algo que não esteja funcionando: eu deixei meu telefone cair na minha cerveja e agora ele está quebrado (“knackered”)! Também se pode dizer (para cansado): pooped, frazzled, wrecked, zonked.

Minging

Definição: nojento, repulsivo, asqueroso

Exemplo: That canal looks absolutely minging. They should clean it! (Aquele canal está nojento. Eles deveriam limpá-lo!)

Esta já foi mais usada, na década de 90, mas ainda é relativamente comum. Se algo está “minging”, está tão repulsivo e asqueroso que ninguém quer nem chegar perto. E para pronunciar como um legítimo representante da “working class” londrina, o último “g” fica mudo: That’s mingin’! Também se pode dizer: rank, gross, vile, foul, rancid.

Brew

Definição: um bule ou uma xícara de chá.

Exemplo: Put your feet up and I’ll make a brew. (Coloque os pés para cima que eu vou fazer um chá.)

Nenhuma lista relacionada ao Reino Unido poderia estar completa sem mencionar chá, certo? Bom, aqui está, mas não da maneira que você conhece. No Norte e partes mais remotas da ilha, você ouvirá “brew” no lugar de “tea”. Quando quiser impressionar um britânico mostrando que você conhece muito sobre as gírias da Terra da Rainha, ofereça-o um quente e reconfortante “brew”. Também se pode dizer: a cuppa.

Tá certo, ajudará só um pouco, mas vale pela curiosidade e aprendizagem. 


sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Meus filmes inesquecíveis dos anos 90

As lembranças que eu tenho dos anos 90 se baseiam na espera ansiosa pelo final de ano, época do natal, época no qual a tv aberta anunciava uma lista de filmes para sua programação. Naquela época não existia internet para fazer download de filmes, então os sucessos dos cinemas só chegavam até nós algum tempo depois. Tínhamos que esperar muito para termos a oportunidade de ver na tv.

Nessa época eu tinha por volta de 8,9 ou 10 anos e me recordo de chegar na sexta-feira e ir com meus irmãos na locadora de filme escolher três para assistirmos. Um para as crianças, um para toda família e um que só os adultos iriam poder assistir. Bons tempos. 

É com muito prazer que relembrarei alguns desses filmes que, para mim e acredito que para muitos outros, de certa forma foram inesquecíveis nos anos 90. 

Esqueceram de Mim (1990)



Todos nós sentimos inveja de Kevin, que teve a casa toda só para ele em Esqueceram de mim (1990). Mas possivelmente não teríamos a mesma criatividade que ele teve para manter os bandidos longes. Lembro da minha mãe indo no Carrefour para comprar uma fita VHS só para gravar o filme no antigo videocassete. O natal daquele ano foi a primeira vez que o filme passou na TV. 

Os Batutinhas (1994) 



Falava sobre os dramas da vida o primeiro amor, a competitividade entre meninas e meninas, a amizade. Tudo isso com um elenco em que a média de idade era menor do que 8 anos.

O Máskara (1998) 



Foi o filme que mais me fez rir naquela época. Depois dele eu quis assistir vários outros estrelados por Jim Carrey, como Ace Ventura, Debi e Lóide e por aí vai. As danças, os diálogos e até mesmo as piadas de duplo sentido faz com que esse filme fique na minha memória pra sempre. 

Space Jam (1996)



O filme misturava Pernalonga e outros personagens incrivelmente famosos dos desenhos  e ainda contava com Michael Jordan, um dos maiores atletas dos anos 1990, numa partida intergalática de basquetebol. Bombou nos Estados Unidos e também fez bastante sucesso no Brasil. 


Beethoven (1992)



Parece meu estranho, mas primeiro eu assisti a sequência do filme para depois assisti o primeiro filme e ainda acho o Beethoven 2 mais divertido. Aquelas crianças tentando esconder os cachorros dos pais e depois tentando salvá-los dos vilões. Assisti a primeira vez em VHS. Meu pai que alugou o filme e provavelmente foi influenciado pelo dono da locadora, pois ele desconhecia completamente da qualidade, mas acertou em cheio. Depois desse filme, por um breve momento achei que seria legal se eu tivesse um cachorro da raça são bernardo em casa. 

Babe - O porquinho atrapalhado (1995) 



"Ah eu quero ver o filme do porquinho!" E foi com esse argumento dado pela minha mãe que alugamos esse filme que contava com esse porquinho pra lá de divertido. Quem não se lembra do mantra que Babe aprendeu para poder conseguir pastorear as ovelhas negras rebeldes no final do filme não é mesmo?

Gasparzinho (1995)



Quem não quer assistir a um filme com um fantasminha camarada, que misturava mistério, comédia, romance e drama?  O jogo para Super Nintendo também fez parte da minha infância e era bastante divertido, igual ao filme. 

Toy Story (1995)



O filme é ótimo e nos fez olhar de um outro jeito para os nossos brinquedos e nossos amigos. 

O Rei Leão (1994)



Eu gostava tanto do filme que na época eu estava na 3ª série e colecionava figurinhas de chicletes com as cenas do filme. Eu achei incrível a história da amizade entre um leão, um javali e um suricato. Os personagens com características mais impossíveis, mas que no fim fizeram parte da formação de um "rei". Me lembro também que os fitas VHS da Disney tinha uma particularidade e vinham na cor verde.

Uma Babá Quase Perfeita (1993) 



Esse ótimo filme minha família assistiu por engano. É sério, minha mãe procurava pelo filme estrelado pela Whoopi Goldberg, "Corina, uma babá perfeita" e acabou levando "Uma babá quase perfeita". Ainda bem, pois tive a oportunidade de assistir ao Robin Williams em um de seus melhores papéis naquela década. Quase não dava para perceber que o filme falava sobre assuntos delicados, como divórcio.

A Família Addams (1991)



O filme tirava sarro das pessoas "normais" e nos ensinava que era até legal ter uma avó meio desajustada, um tio esquisitão e um irmão fascinado pela morte. Mesmo estranhos, todos se amavam e se defendiam.

Ainda teve muitos outros. Acho que se fosse falar de todos essa postagem não teria fim. Mas esses que lembrei foram os mais importantes para mim. Espero que tenham gostado. Abraços. 



quinta-feira, 15 de outubro de 2015

5 professores que mudaram de alguma forma a história da educação no Brasil

Nesse dia dos professores apresentamos 5 profissionais da educação que revolucionaram o sistema educacional no Brasil.


1 - Correia Picanço ( 1745 - 1823 )



Em 1808, ele criou a primeira faculdade brasileira: a Faculdade de Medicina da Bahia, onde atuou como professor. Também foi o responsável pelo surgimento da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. 

2 - Anísio Spínola Teixeira ( 1900 - 1971 )



Pioneiro na implantação de escolas públicas para todos os níveis, atuou como inspetor educacional na Bahia. Também fez parte de um grupo de educadores que criou o manifesto "Pioneiros Pela Educação Nova", que buscava um sistema estatal de ensino livre e aberto. 

3 - Esther de Figueiredo Ferraz ( 1916 - 2008 )



Foi a primeira mulher a dar aula na USP. No Ministério da Educação e Cultura, regulamentou a emenda que estabeleceu percentuais mínimos obrigatórios para a aplicação na educação dos recursos arrecadados em impostos. 

4 - Paulo Freire ( 1921 - 1997 )



É um dos pensadores mais notáveis da pedagogia mundial. Ele influenciou o movimento "pedagogia crítica" e defendeu um currículo organizado por temas que partem da situações concretas vivenciadas pelos estudantes, onde há uma construção coletiva entre professor e aluno. 

5 - Dermeval Saviani ( 1943 )



Considerado um filósofo da educação, fundou uma pedagogia dialética, a "Pedagogia Histórico-Crítica". O principal objetivo dela é a transmissão do conhecimento significativo para que contribua com a inclusão social. Em 2008 recebeu o Prêmio Jabuti. 


Uma singela homenagem para esses profissionais que são tão pouco valorizados pela sociedade e respeitado pelos alunos, mas que com boa vontade conseguem ser importantes.