quinta-feira, 6 de julho de 2017

As tretas que sempre rolam no jogo "Stop"



Se você já foi criança ou adolescente já deve ter brincado de "stop". Em alguns lugares é conhecido como "adedanha" ou "adedonha" , mas o conceito é sempre o mesmo. Um jogo que tem que sortear uma letra e falar (ou escrever) palavras com aquela letra. Tem duas formas de se jogar: aquela que se utiliza somente os dedos e um único tema, ou a clássica e mais divertida que se brinca utilizando uma folha de papel separada por tópicos em várias colunas e em cada coluna deve haver um nome ou categoria para as palavras que serão escritas. 

A brincadeira é legal, a brincadeira é divertida, mas sempre rolam aquelas "tretinhas". Geralmente essas brigas ocorrem por ter sempre alguém que quer ser melhor do que os outros e inventam regras que não existem ou escreve palavras aleatórias e querem que as mesmas sejam aceitas. É um tal de inventar palavras que não existem, que é de perder a conta. 

Para evitar, ou diminuir consideravelmente essas brigas, deve-se estipular algumas regras ou exceções antes que a  partida se inicie. 

As confusões mais recorrentes do jogo estão muitas vezes relacionado a cores, pois nunca ninguém sabe realmente o que deve ser considerado uma cor ou não. Tem pessoas que aceitam de tudo, mas tem outra que já são mais "cri-cri" e não aceitam nada. Por outro lado, há aquelas pessoas que sabem que não há "regras" e saem classificando qualquer coisa como cor, por exemplo as pedras preciosas como pérola, rubi, jade ou topázio, sendo que as mesmas possuem teoricamente cores como verde, vermelho ou branco. 

Uma das mais clássicas reclamações em relação as cores, é o fato de considerar ou não o "gelo". Afinal, gelo é cor ou não? O mesmo acontece com a "cor" dourado. Por essas e outras que eu reitero a necessidade de regras pré estabelecidas. 

Outra situação que gera bastante confusão está relacionado as categorias ou subcategorias de qualquer coisa, por exemplo, marcas de produtos. Em alguns locais é aceito normalmente a utilização do nome da marca como por exemplo "Danone", porém em outros, só aceitaria o termo iogurte mesmo. 

O mesmo se vale quando falamos de animais. Será que vale responder pássaro na letra P, ou só é aceito a espécie como por exemplo, periquito ou pelicano? 

Outra polêmica que acontece às vezes refere-se ao regionalismo de algumas palavras. Pois então, aceitar ou não aceitar? Devemo aceitar aipim ou macaxera ou só a mandioca que pode participar da brincadeira? 

Com brigas ou não, é inegável que este jogo é divertidíssimo e um ótimo passa-tempo para se divertir com os amigos ou familiares de qualquer idade. As tretas fazem parte. 

A postagem vai ficando por aqui, mas deixem nos comentários quais são as principais brigas que acontecem quando vocês jogam stop. Comente quais regras vocês utilizam e o que é geralmente aceito ou não. Tenho certeza que há muito o que discutir. Obrigado por mais uma postagem e até a próxima. 






3 comentários:

Pode comentar, é de graça