quarta-feira, 5 de julho de 2017

Famosos que foram assassinados por fãs


Segundo o dicionário, fãs são indivíduos que tem ou manifestam grande admiração por uma pessoa pública, podendo ser algum artista, político, músico, esportista e etc. A palavra provém do Inglês fanatic que em tradução para o Português significa fanático. Aí que mora o perigo!

Ao contrário de um simples admirador, o fã não reconhece limites para se aproximar do seu ídolo e é capaz de realizar ações que escapam à lógica e à razão. 

Os fãs que mais extrapolaram seus limites, foram capazes de assassinar  seu próprio ídolo em nome de um "amor louco" ou "fanatismo exagerado". É sobre casos assim que iremos falar agora. 


John Lennon 



Talvez o mais famosos entre todos os casos, o ex beatle foi executado no dia 08 de dezembro de 1980 com cinco tiros na saída do seu prédio, em Nova Iorque. Ele e o assassino haviam se encontrado horas mais cedo, quando o mesmo levou um disco para o músico autografar. 

Selena Quintanilla-Pérez 



Outro caso que entrou para a história, foi a de Selena que com 23 anos era a primeira latina a encabeçar a Billboard 200. Selena morreu no dia 31 de março de 1995, ao ser alvejada por um tiro nas costas feito pela presidente do seu fã-clube e gestora de sua butique. A mulher havia sido demitida de ambos os cargos por ter desviado cerca de US$ 60 mil e, em sua revolta, comprou um revólver e quando encontrou a cantora, efetuou os disparos. 

Dimebag Darrell 



Durante um show em Columbus (EUA), um fã maluco subiu ao palco e disparou cinco tiros contra o guitarrista do Damageplan e ex-membro do Pantera, que morreu no local. O "alucinado" ainda atirou em todas as pessoas que estavam no local e que tentaram lhe impedir, ocasionando mais três mortos e dez feridos. O motivo, segundo o próprio assassino foi o fato de considerar o guitarrista como responsável pelo fim dos Pantera. Ao contrário dos fãs citados anteriormente que foram presos e condenados, este foi morto por ali mesmo, durante o ato, por um policial. 

Andrés Escobar 



O primeiro não-músico da lista, foi o zagueiro e ídolo da seleção colombiana que na Copa do Mundo de 1994 fez um gol contra no confronto frente os Estados Unidos que ocasionou na eliminação precoce de uma seleção que era considerada como sendo uma das favoritas à conquista do torneio. 
O jogador voltou ao seu país considerado como sendo o grande vilão e acabou assassinado. Até hoje não se sabe se foi uma morte encomendada ou se os responsáveis pela morte do jogador estavam apenas revoltados com a seleção de seu país. 

Albert Ebosse 



Mais um jogador na lista e sua morte também é repleta de mistérios. O camaronês jogava no JS Kabylie, time no qual era artilheiro, e a partida estava com um placar adverso de 2 a 1 para o time rival USM Argel, quando sua própria torcida começou a arremessar pedras em direção aos jogadores. Como era de se esperar, uma delas acertou a cabeça de Albert que teve traumatismo craniano e hemorragia interna e não resistiu. Além disso, segundo a autópsia, o jogador ainda teria sofrido lesões na cabeça e no ombro causadas por algum tipo de agressão nos vestiários. 

Christina Grimmie 



Chirstina participou do The Voice dos EUA em 2014 e mesmo ficando em terceiro, seus vídeos do YouTube eram bastante acessados, pois a mesma fazia covers de cantores famosos. Após uma apresentação em Orlando em 2016, Christina saiu para distribuir autógrafos e foi baleada por um fã que sentiu-se traído após a artista postar uma foto com seu namorado no Instagram. O assassino cometeu suicídio logo em seguida. 

Rebecca Schaeffer 



Após fama como modelo infantil, Schaeffer despontou como atriz em séries e filmes. Robert John Bardo era um stalker que a perseguia desde 1986 que ficou indignado com uma cena de sexo que a atriz fez no filme "Luta de Classes em Bervely Hills", afirmando que aquilo destruiu o conceito de inocência e pureza que ela tinha. Então ele foi até o apartamento da atriz, pediu um autógrafo e ficou esperando na portaria. Quando ela apareceu ele abriu fogo e a mesma não resistiu. Um fim trágico para alguém que ainda tinha muito para oferecer. 

Pois bem pessoal foram esses casos que consegui encontrar. Acredito que devam ter alguns outros talvez com mais ou menos repercussão. Deixem nos comentários outros casos que não foram citados nesta lista e quem sabe possamos fazer uma parte 2. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar, é de graça